Birding

Perigo Aviário em Aeroporto

perigo aviário em aeroporto 4
perigo aviário em aeroporto 2
perigo aviário em aeroporto 3
perigo aviário em aeroporto

Cuidado nas alturas: gerenciamento do perigo aviário, Manaus, AM

Birding Soluções Ambientais sediada em Manaus AM, presta serviço de consultoria ambiental para o Gerenciamento do Perigo Aviário: a elaboração da Identificação do Perigo de Fauna, do Programa de Gerenciamento do Risco de Fauna e do Plano de Manejo da Fauna de Aeroporto. Perigo Aviário ou Risco de Fauna é o risco potencial de colisão de uma aeronave com uma ave ou com outro animal nas imediações do aeródromo regional ou aeroporto. O risco de acidente aeronáutico causado pela colisão com animais é composto por duas variáveis: a probabilidade de colisão e a gravidade da colisão. A probabilidade de colisão de aeronaves com aves é dada em função da quantidade de aves presentes nas rotas de vôo e do número de vezes que estes elementos se cruzam no espaço aéreo. Já a intensidade dos danos e lesões decorrentes da colisão entre uma aeronave e uma ave é dada em função da velocidade da aeronave e da massa da ave (o peso).

Perigo Aviário: aves e aeroporto, um risco constante

A interação entre aves e aeroportos, conhecida como perigo aviário, resulta de diversas causas, como a presença de materiais orgânicos e atrações ambientais nas imediações do aeroporto. O levantamento estatístico das colisões de aeronaves com aves é crucial para análises preventivas e projeções futuras. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil desempenha um papel fundamental na fiscalização da segurança aeroportuária, exigindo planos de identificação, monitoramento e manejo de risco de fauna. Em 2023, a ANAC atualizou o Regulamento Brasileiro da Aviação Civil, o RBAC 153, estabelecendo regras para o manejo de fauna em aeródromos públicos. A Instrução Suplementar 153.501-001 revisão B detalha os procedimentos básicos de gerenciamento de risco de fauna. Os documentos necessários, de acordo com o porte do aeródromo, devem ser submetidos e aprovados pela ANAC.

O Gerenciamento objetiva evitar o Risco de Fauna

O Gerenciamento do Perigo Aviário, com foco no Risco de Fauna, visa evitar colisões entre aves e aeronaves, abrangendo ações como censos de aves, translocação e inspeções contínuas nas instalações do aeroporto e áreas circundantes. Esse gerenciamento envolve a implementação de programas, começando pelo (a) Identificação do Perigo de Fauna (IPF), que caracteriza potenciais focos de atração de fauna no aeródromo, submetido e aprovado pela ANAC, com validade de dois anos e revisão periódica. Em seguida, temos o (b) Programa de Gerenciamento do Risco de Fauna (PGRF), um instrumento preditivo integrado à rotina operacional do aeródromo. Os objetivos do PGRF incluem o gerenciamento do risco de colisão entre animais e aeronaves, identificando perigos e controlando-os através de ações mitigadoras quando necessário. Este programa também tem validade de dois anos, sujeito a revisões periódicas.

É preciso fazer o Manejo de Fauna de Aeroporto

Essa ação deve ser definida através de um Plano de Manejo de Fauna de Aeroporto – PMFA é um Documento que estabelece metodologias, critérios e normas para o manejo da fauna do aeroporto que deverão ser seguidas para o gerenciamento do Risco de Fauna: (captura, contenção, translocação, etc), e deverá prever todas as suas ações em conformidade com a legislação ambiental, considerando a legislação atual para captura, contenção, manejo e transporte de animais silvestres. Esse plano deverá ser submetido primeiro ao órgão ambiental competente para aprovação e posteriormente à aprovação da ANAC. Após aprovação da ANAC, ele tem validade de 2 anos, devendo ser revisado após esse prazo. O gerenciamento do risco de fauna em aeroporto demanda a realização de um diagnóstico através de inventário da Fauna do aeroporto e do seu entorno, manejo de urubu e de outras aves-problemas, a elaboração de um Plano de Afugentamento e Resgate de Fauna. Estas informações são importantes para conhecimento e caracterização da biodiversidade local e para a determinação das ações que serão demandadas no Manejo da fauna e no Gerenciamento do Risco.

Nossa equipe sediada em Manaus, no Amazonas, poderá elaborar, executar ou fazer a revisão destes Planos ou coordenar o Gerenciamento do Risco de Fauna em Aeroporto que você precisa. Por favor, entre em contato conosco através do site.

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.